quarta-feira, 4 de novembro de 2015

“Vivo meu melhor momento em época de crise”, diz Wesley

Crise? Wesley Safadão, dono de um dos maiores cachês do Brasil, está longe de sentir o bolso vazio. “Eu vivo meu melhor momento em uma época de crise do país”, disse o cantor cearense ao UOL no camarim do festival Caldas Country Show, realizado neste último fim de semana em Caldas Novas, Goiás.

WESLEY SAFADÃO - MATÉRIA SOBRE CRISE

“Tenho amigos que falam de crise, mas que estão sabendo lidar. A crise pega quem acredita nela”, acredita ele, que tem hoje cachê superior a R$ 400 mil, ultrapassando valores de artistas como Ivete Sangalo. “Não tem artista caro. Existe artista que não se paga. A questão do financeiro é uma consequência que você cria”, disse Wesley, sem revelar o real valor que ganha por apresentação.

Há 12 anos à frente da banda de forró Garota Safada, Wesley deu uma repaginada no visual, trocou o nome do grupo pelo seu (apesar de seguir com os mesmos músicos) e viu sua popularidade crescer além do Nordeste. “Algumas pessoas só nos conhecem há cinco ou seis meses, mas [nosso trabalho] já vem de muito tempo. Estamos tendo uma aceitação muito boa fora do Nordeste. As portas estão abrindo de uma maneira bem melhor do que a gente esperava”, disse ele, que tem 50 shows marcados até o final do ano.


Wesley também não se incomoda com piadas e memes na internet. Ele foi parar em um deles, que diz: “Se casar fosse bom, meu nome seria Wesley Casadão”. “Sou um cara casado com dois filhos, muito família”, contou ele, aos risos. “As pessoas me olham e acham que eu sou sacana, mas busco fazer músicas para alegrar as pessoas. Quero passar alegria e autoestima para o meu público”.

-Uol

0 comentários:

Postar um comentário